Selecione Layout

Padrão de fundo

  • #
  • #
  • #
  • #
  • #
  • #
  • #
  • #

Cor

#

Decida qual é Brasil que você quer, mas lembre-se que, se o voto é individual, o resultado é coletivo

Por: Imprensa25/10/18 12:50

Cultura que será disseminada através do projeto eleito estará presente em todos os cantos do Brasil; compare as propostas, assine e divulgue o manifesto em defesa da democracia e da Caixa pública

Decida qual é Brasil que você quer, mas lembre-se que, se o voto é individual, o resultado é coletivo


Cultura que será disseminada através do projeto eleito estará presente em todos os cantos do Brasil; compare as propostas, assine e divulgue o manifesto em defesa da democracia e da Caixa pública

Falta muito pouco para que o Brasil conheça o seu próximo presidente da República. Dois projetos distintos, opostos, disputam a eleição. Um deles, de Fernando Haddad, aposta na democracia e em suas instituições; tem como meta a redução da desigualdade, o respeito aos direitos trabalhistas e humanos e a valorização das empresas públicas - o candidato já assinou, inclusive, documento em que compromete com a manutenção destas empresas. O outro projeto, de Jair Bolsonaro, faz elogios à tortura, ao preconceito, à ditadura e outros crimes, além de ter a privatização como meta.

 

Nas redes sociais, as discussões são intensas. No caso específico da Caixa, um manifesto em defesa do banco e da democracia já tem quase 600 assinaturas, destacando-se as de ex-presidentes da instituição e lideranças de entidades associativas e sindicais (você também pode assiná- lo acessando o site http://www.manifestopelademocracia.com.br/). A decisão, agora, é de cada um, mas é importante ter em mente que, se o voto é individual, o resultado da eleição é coletivo.

O projeto de País que se quer e a cultura que será disseminada através desse projeto estará presente em todos os cantos do Brasil – no trabalho, nas escolas, nas famílias, em todos os espaços. Para ajudar nessa reta final, acesse abaixo jornal que traz comparativo entre as propostas, e reflita bem antes de apertar os botões da urna no próximo domingo. Porque ir às urnas é exercer a democracia. E para manter essa democracia é preciso defendê-la dos que apoiam a violência, a censura e as ditaduras.

 

 

Leia abaixo o jornal com comparativo de propostas.

 

jornalcomparativo.jpg

 

 

Entre em

Contato