Selecione Layout

Padrão de fundo

  • #
  • #
  • #
  • #
  • #
  • #
  • #
  • #

Cor

É preciso ampliar a pressão para que senadores aprovem projeto que susta ataques aos planos de saúde nas estatais

Por: Imprensa21/07/2021 12:13

Live ocorrida ontem destacou impactos negativos da CGPAR 23 aos trabalhadores das empresas públicas

A live sobre a CGPAR23 realizada na noite de ontem (20) e que reuniu a deputada federal Érika Kokay (PT-DF), a representante dos empregados no CA da Caixa e coordenadora do comitê nacional em defesa das empresas públicas, Rita Serrano, e o representante dos petroleiros, Paulo César, destacou a necessidade de uma forte pressão junto aos senadores a partir de agosto (fim do recesso parlamentar) para que o projeto da deputada participante, o PDC 956/2018, seja aprovado.

O projeto de Érika visa sustar os efeitos da CGPAR 23, de 18 de janeiro de 2018. CGPAR é a sigla para Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da União, criada com a finalidade de tratar de matérias relacionadas à governança corporativa nas empresas estatais federais e da administração de participações societárias da União. No entanto, sob o argumento de utilizar tais atribuições, a CGPAR emitiu a Resolução nº 23, que estabelece uma série de imposições e parâmetros a serem seguidos pelas empresas estatais no custeio dos benefícios de assistência à saúde, prejudicando os trabalhadores.

O projeto da deputada já foi aprovado pela Câmara dos Deputados neste mês, após grande mobilização das entidades representantes dos empregados em empresas públicas. “Agora é fundamental ampliar essas ações para a votação no Senado”, destaca Rita Serrano. Assista à live acessando o link:

https://fb.watch/6TXgRUuWdU/

 

Entre em

Contato