Selecione Layout

Padrão de fundo

  • #
  • #
  • #
  • #
  • #
  • #
  • #
  • #

Cor

#

Fenae lança a campanha “Não tem sentido privatizar a Caixa”

Por: Imprensa31/10/18 13:09

Confira vídeo com a representante dos trabalhadores no CA, Rita Serrano, e deixe também seu recado em defesa da instituição

 

A Fenae acaba de lançar a campanha “Não tem sentido privatizar a Caixa”, que reúne uma série de ações em várias mídias para defender o banco público. Além de inserções em rádios, a campanha conta com o site www.naotemsentido.com.br, onde uma série de depoimentos gravados em vídeos alerta para a importância da instituição e seu papel social no desenvolvimento do Brasil.

No site já estão publicados depoimentos de especialistas e dirigentes do movimento dos trabalhadores, entre os quais Jessé de Souza, Luiz Gonzaga Belluzzo, Emir Sader, Gilberto Bercovici, Esther Dweck, Jair Pedro Ferreira (presidente da Fenae), Sérgio Takemoto (vice-presidente da Federação) e Juvandia Moreira (presidente da Contraf-CUT). Qualquer pessoa pode encaminhar seu vídeo: basta seguir o passo a passo orientativo do site.

A representante dos empregados da Caixa no Conselho de Administração e coordenadora do Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas, Rita Serrano, também já deixou seu depoimento. Ela destaca que, sendo a Caixa um banco público e íntegro, não faz sentido a iniciativa do governo de privatizar a gestão da empresa, pois desvaloriza a carreira e os empregados e traz cunho privatista (veja vídeo aqui ou copiando o link https://youtu.be/l5mHmB6RE5o).

Sua mensagem faz alusão à recente aprovação pelo CA de mudanças no Estatuto para permitir que diretorias da área de controle do banco sejam ocupadas por não concursados, por profissionais do mercado, excluindo os empregados da Caixa, que passam por concurso público e têm conhecimento profissional construído ao longo da carreira. “É uma outra modalidade de privatização que precisamos combater juntos”, alerta.

Segundo o presidente da Fenae, Jair Ferreira, a ideia é que a campanha se espalhe pelo Brasil. “Vamos enviar cartazes, adesivos, folders e outros materiais para as unidades da Caixa, com apoio dos sindicatos, Apcefs e demais entidades nos estados. Com a participação dos colegas de banco, vamos inundar as redes sociais com a hashtag #NãoTemSentido. E também realizar ações de mídia”, explica, lembrando a importância da Caixa em áreas como habitação, saneamento básico, educação, cultura, esporte, agricultura, gestão do FGTS e loterias. “Não tem sentido acabar com esse patrimônio do país, beneficiando o setor privado”, destaca.

Confira os demais depoimentos no site e deixe também seu recado em defesa da Caixa, que já vinha sendo atacada no governo Temer e agora corre ainda mais riscos de privatização com a eleição de Jair Bolsonaro.

 

Entre em

Contato