Selecione Layout

Padrão de fundo

  • #
  • #
  • #
  • #
  • #
  • #
  • #
  • #

Cor

#

Organização dos metroviários de SP impede retirada de direitos

Por: Imprensa30/07/20 12:29

Categoria se mobilizou e conquistou renovação do ACT

A organização dos metroviários de São Paulo, que estão na linha de frente de atendimento à população no transporte público, fez o governo recuar na retirada de direitos da categoria. Ontem, 29, aconteceu o julgamento do dissídio e o Tribunal Regional do Trabalho ratificou a proposta feita pelo Ministério Público (MPT) aprovada na assembleia do último dia 27. Assim, o acordo coletivo foi renovado, apesar de algumas ressalvas que ainda deverão ser negociadas pelo Sindicato.

Questionado sobre as consequências de uma greve nesse momento em entrevista ao programa SP1, da TV Globo, Altino de Melo Prazeres Júnior, um dos coordenadores do Sindicato dos Metroviários de SP rebateu citando reportagem do G1 que revela crescimento da riqueza de 42 bilionários brasileiros em plena pandemia, indagando se é justo que quem é rico fique mais rico e ao mesmo tempo sejam retirados direitos dos trabalhadores da saúde, do transporte, dos desempregados; ou seja, se é justo os trabalhadores pagarem por mais essa crise enquanto os bilionários ganhem ainda mais dinheiro - veja vídeo em https://www.facebook.com/MetroviariosSP/videos/296737385101700

“Os metroviários mostraram que estão mobilizados, que respeitam a população e que o governo precisa respeitar também seus direitos. Neste momento de pandemia a união dos trabalhadores, independentemente da categoria a qual pertencem, é fundamental”, aponta a coordenadora do comitê nacional em defesa das empresas públicas, Rita Serrano.

Segundo o Sindicato dos Metroviários de SP alguns itens do acordo foram reduzidos por seis meses, de maio até novembro, mas os valores serão ressarcidos nos meses seguintes. Os itens são adicional noturno, Gratificação por Tempo de Serviço, adicional normativo de férias e as horas extras não compulsórias (as compulsórias continuam com 100%). Todos os outros itens do acordo, incluindo o plano de saúde Metrus, foram renovados.

 

Entre em

Contato