Selecione Layout

Padrão de fundo

  • #
  • #
  • #
  • #
  • #
  • #
  • #
  • #

Cor

#

Seminário define campanha por soberania nacional e atos pelo País

Por: Imprensa05/09/19 12:29

Coordenadora do comitê nacional em defesa das empresas públicas e representante dos empregados no CA da Caixa, Rita Serrano abordou questão das privatizações

O seminário Soberania Nacional e Popular, contra as Privatizações, realizado ontem (4) no auditório Nereu Ramos da Câmara dos Deputados, em Brasília, foi pautado pelo debate sobre a situação e as diretrizes do governo com relação às empresas estatais. Ao final foi divulgado calendário de mobilização unificado em defesa desses temas.

As diversas entidades, movimentos, partidos, parlamentares e sindicatos participantes também farão pressão junto a deputados e senadores para que priorizem o patrimônio dos brasileiros. Rita Serrano, representante dos empregados no Conselho de Administração da Caixa e coordenadora do Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas, foi uma das palestrantes.

“Vamos mostrar aos deputados e senadores o quanto seus estados e municípios perdem com a privatização das empresas públicas”, afirmou Rita. “E mostrar para a população que a imprensa faz campanha para dizer que as empresas públicas são ineficientes e as privadas são melhores, o que não é verdade. Europa e os Estados Unidos estão reestatizando empresas, e estão fazendo isso porque depois que foram privatizadas o serviço piorou”, completou (veja mais nos vídeos).

“Os ataques estão vindo de todos os lados. Por isso, a Fenae os empregados da Caixa se juntam a todas as entidades aqui presentes para nos mobilizar contra esses ataques. A retomada do princípio da soberania, de respeito ao patrimônio público brasileiro, é uma pauta de todos nós”, destacou Jair Ferreira, presidente da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa (Fenae), durante pronunciamento no seminário.

Já a presidenta da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Juvandia Moreira, reforçou que é preciso "traduzir para a população o que significa perder essas empresas públicas. Mostrar que mais de 20 mil trabalhadores já foram desligados das empresas públicas neste governo. Temos que mostrar que as empresas públicas são fundamentais para o desenvolvimento econômico, para geração de emprego, mostrar que sem os bancos públicos não há investimento no saneamento básico, não tem financiamento agricultura familiar e o alimento vai chegar mais caro na mesa do trabalhador. A gente tem que dizer para a população que desmontar a Caixa Econômica Federal significa moradia mais cara, significa aumentar o déficit habitacional”.

Guilherme Estrella, diretor de Exploração e Produção da Petrobrás no governo Lula, lembrou um pouco da história da petrolífera e, em especial o pesado investimento em pesquisa, treinamento de pessoal e desenvolvimento da indústria brasileira no período de descobrimento do pré-sal, um grande avanço agora destruído pelo atual governo, indo direto para o capital estrangeiro.

Confira, abaixo, os principais encaminhamentos do seminário e o calendário de mobilização.

Encaminhamentos
• Campanha em defesa da Soberania Nacional envolvendo todos os setores da sociedade que se contrapõem à política de submissão e desmonte implementada pelo atual governo.
• Comitê nacional, composto representantes de partidos e frentes
• Comitês estaduais

Calendário de mobilização
• 7/9 – Grito dos Excluídos e ato em defesa da educação
• 20/9 – Greve Mundial em defesa do meio ambiente
• 24/9 – Vigília no Senado contra a aprovação da Reforma da Previdência
• 26/9 – Ato Nacional em Defesa dos Correios, em Brasília
• 3/10 – Ato em Defesa da Petrobras, no Rio de Janeiro e em todo o País
• 5/10 – Ato em Defesa da Amazônia, em Marabá (PA) e em todo o País
• 15/10 – Ato em Defesa dos Bancos Públicos, em São Paulo e em todo o País
• 16/10 – Ato em Defesa da Alimentação Saudável e dos Recursos Naturais
• 25/10 – Denúncia dos crimes da Vale e lançamento da Campanha pela Reestatização da empresa, em Brumadinho (MG)
• 18/11 – Ato em defesa da Eletrobrás, em Recife (PE)
• 20/11 – Caravana a Alcântara (MA)
Fonte: Contraf-CUT, com edição

Vídeos

Conselheira representante dos empregados no CA da Caixa, Rita Serrano destaca importância do evento sobre soberania nacional e contra as privatizações realizado ontem em Brasília, esclarecendo sobre a atual situação da Caixa e a necessidade de mantê-la como banco público.
Assista em https://youtu.be/sGyvoD8t6G0

Rita Serrano, coordenadora do comitê nacional em defesa das empresas públicas, fala sobre o papel e os mitos que cercam as empresas estatais em seminário realizado na capital federal, destacando sua importância para a sociedade brasileira. Assista em
https://youtu.be/c0yB8uPBJwM

Vídeo geral do evento:

https://www.youtube.com/watch?v=0nX5YToG_48

Entre em

Contato