Selecione Layout

Padrão de fundo

  • #
  • #
  • #
  • #
  • #
  • #
  • #
  • #

Cor

#

A greve dos Correios e o desmonte nas empresas públicas

Por: Imprensa14/03/18 09:28

Piora no plano de saúde dos trabalhadores faz parte da precarização promovida pelo governo Temer

 

A Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) orientou pela volta ao trabalho nesta quarta, 14, mantendo-se o estado de greve nos estados da Federação. Os trabalhadores dos Correios deflagraram a paralisação na última segunda-feira. Em São Paulo, nova assembleia deverá ocorrer na manhã de hoje.

A decisão da Fentect veio após Tribunal Superior do Trabalho (TST) autorizar mudanças no plano de saúde dos trabalhadores dos Correios, que atendem a quase 400 mil pessoas. A avaliação da entidade sindical é que embora não se tenha obtido resultado satisfatório para a categoria, o posicionamento do tribunal também não foi plenamente a favor da ECT, que tentou a todo custo excluir os pais e impor a paridade ao plano.

A piora no plano de saúde dos empregados das empresas estatais faz parte do desmonte que vem sendo promovido pelo governo Temer.

Leia, neste link, reportagem publicada pela CUT nacional sobre o tema.

 

Entre em

Contato