Selecione Layout

Padrão de fundo

  • #
  • #
  • #
  • #
  • #
  • #
  • #
  • #

Cor

#

Livro ´Se é público, é para todos´ é lançado no Sindicato dos Bancários do ABC

Por: Imprensa16/04/18 07:30

Evento reuniu autores da região do ABC paulista, como Rita Serrano e João Moraes

Foi lançado nacionalmente, na noite desta sexta, 13, o livro Se é público, é para todos, coletânea de textos sobre empresas públicas brasileiras que traz entre seus autores dois representantes do sindicalismo da região do ABC paulista: a bancária Maria Rita Serrano, ex-presidente da entidade e que atualmente integra o Conselho de Administração da Caixa, e João Moraes, da categoria petroleira de Mauá, hoje um dos coordenadores nacionais da Federação Única dos Petroleiros (FUP). O lançamento aconteceu na sede do Sindicato dos Bancários do ABC, em Santo André.

O livro integra ações contra a desvalorização e desmonte das empresas públicas do País e decorre da campanha Se é público, é para todos, lançada em 2016 pelo Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas, coordenado por Rita Serrano. Com o apoio da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae) e da FUP, inaugura o catálogo 2018 do Projeto de Extensão Editorial do Laboratório de Políticas Públicas (LPP/UERJ).

A obra reúne quatro ensaios organizados pelo sociólogo Emir Sader. Os textos resgatam gestões governamentais e modelos econômicos adotados em relação às empresas públicas. O primeiro, de Sader, apresenta visão abrangente do tema, retomado em recortes nos demais, que tratam de forma detalhada o aspecto público na realidade brasileira. Assim, o economista Fernando Nogueira da Costa reflete sobre a concessão de crédito por bancos estatais, enquanto Rita Serrano e João Moraes abordam, respectivamente, as trajetórias da Caixa e Petrobras, sua função social e estratégica (como geração de créditos e empregos) e que podem ser mantidas em um Estado comprometido com o nacional-desenvolvimentismo.

Lançamento – Durante o lançamento, o secretário-geral do Sindicato, Gheorge Vitti, representou o presidente da entidade, Belmiro Moreira, que não pode comparecer porque participava da missa de sétimo dia de Almir Pereira, do Banco do Povo, que faleceu no último dia 6. Foi feito um minuto de silêncio em homenagem a Almir.

Rita Serrano lembrou o lançamento da campanha Se é público, é para todos e falou sobre o processo de produção do livro, lembrando que os bancos são concessões públicas, mas não retornam à sociedade com sua alta lucratividade. Seu ensaio resgata a história da Caixa desde a origem, passando pelas alterações políticas e econômicas que marcaram a empresa secular. Ela também denunciou a precarização do banco nesse momento, dentro da política do atual governo privatista, tanto para os empregados do banco quanto para a sociedade. “A ideia é também tirar os empregados do anonimato, dando-lhes o protagonismo que merecem”, afirmou, dedicando a obra à geração de companheiros sindicalistas que participaram das muitas lutas em defesa dos direitos dos trabalhadores e agora estão deixando a entidade.

O representante dos petroleiros, João Moraes, destacou a importância da campanha e livro em defesa das empresas públicas, apontando que conhecimento, reflexão e esperança caminham juntos. Ele falou sobre os 64 anos da Petrobras, uma empresa de tal porte que muitas nações desenvolvidas não têm. “Graças aos investimentos públicos do governo Lula chegamos ao pré-sal, o que nos coloca entre os cinco países com mais reserva do mundo. Mas não adianta se não tiver a empresa”, avaliou. Moraes relacionou a temática da energia à história política e enfatizou o quanto a informação é necessária nesse momento. “Eles (a mídia) plantaram esse ódio, e precisamos vencer esse ciclo, porque essa mídia não traz a informação”.

Também participaram do lançamento representantes de entidades classistas, sindicais e políticos, como da Apcef-SP e a vereadora Beth Siraque. 

Campanha - Um vídeo gravado no Rio de Janeiro, na abertura da campanha “Se é público, e para todos” - que teve a participação do ex-presidente Lula - também foi exibido durante o lançamento do livro no Sindicato. Participam da produção, que esclarece sobre a importância do bem público, intelectuais, especialistas e sindicalistas, como a filósofa Márcia Tilburi, o geólogo Guilherme Estrella, ex-diretor da Petrobras; o advogado Ricardo Lodi e o coordenador da FUP, José Maria Rangel, além Lula, Sader e Rita Serrano (assista em https://youtu.be/zFix69L4JL0).

A exibição reforça o vínculo do livro a um movimento que visa à conquista e consolidação de direitos humanos fundamentais e à independência o País em suas políticas públicas. E, sendo assim, é leitura recomendada a todos os brasileiros nesse momento, já que, além de destacar tais valores, evidencia e propõe direção oposta à cartilha neoliberal que está sendo imposta aos povos da América Latina.

Na próxima semana, no dia 18, a publicação será apresentada durante aula inaugural da disciplina O Golpe de Estado de 2016 e o Futuro da Democracia no Brasil, na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Os interessados em adquirir um exemplar devem entrar em contato pelo e-mail publiccomite@gmail.com. O valor é de R$ 20 e a arrecadação será destinada à campanha “Se é público, é para todos”.Confira abaixo a programação de lançamento pelo País. 

Clique aqui para ver mais fotos do evento. (Fotos: Valdir Lopes)

Calendário de lançamento do livro ´Se é público, é para todos´ no Brasil 

18/04 – Lançamento integra Aula Inaugural da Disciplina O Golpe de Estado de 2016 e o Futuro da Democracia no Brasil- PPFH/LPP/UERJ - Campus do Maracanã - Auditório 11 - 18h30.

20/04 – Congresso Estadual da Caixa Econômica Federal – Hotel Praia do Sol - Nova Almeida - Espírito Santo

21/04 – Inspira Fenae – RJ – Hotel Windsor Oceânico – Rua Martinho de Mesquita, 129, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro

24/04 – Lançamento no Sindicato dos Bancários de Pernambuco. 19h

26/04 – Lançamento em atividade da FUP – Rio de Janeiro (local a definir)

08/05 - Congresso Nacional, Brasília, auditório Nereu Ramos, a partir das 9h

 

Entre em

Contato